Um trabalho digno

 

Dentro da Coopamare, há duas categorias de catadores: o coooperado e o associado.

Segundo o depoimento dos catadores, ser cooperado significa poder reestruturar seu modo de vida e ter uma oportunidade de reintegração à sociedade. Através de cursos de capacitação profissional, esportes, lazer, reuniões festivas, atualização escolar, alfabetização, assistência social e pisicológica, o cooperado encontra suporte para desenvolver uma atividade que lhe proporciona lucro e que participa de um processo essencial para a vida urbana: a reciclagem.

Já os catadores associados são aqueles que simplesmente vendem o seu material na Coopamare.

Ao contrário dos cooperados, que são pagos semanalmente, um associado recebe no mesmo dia. Eles não participam nas decisões da cooperativas e nem utilizam alguns espaços, como a cozinha e os armários. O associado consegue um preço melhor naCoopamare do que no resto do mercado, mas não tem direitos nem deveres em relação à cooperativa.

A questão de sobrevivência é um dos fortes motivos que levam muitas pessoas para esta profissão, já que os catadores não são aceitos pelo mercado de trabalho e acabam sendo excluidos pela sociedade. O catador é considerado como um trabalhador autônomo. Por isso, um dos objetivos da Coopamare é fazer com que essas pessoas assumam seu ofício tomando consciência da importância desse trabalho, e que a sociedade e o governo valorizem cada vez mais a profissão.

%d blogueiros gostam disto: